furadeira-2

Como furar uma parede?

Pendurar quadros, espelhos e objetos na parede pode ser desafiador para muita gente, não é verdade? Afinal de contas, esse é um processo que exige cuidado para não prejudicar a estrutura e a estética da superfície trabalhada. Mas se você não sabe como furar uma parede, fique tranquilo!

Para te ajudar, daremos dicas e também mostraremos os passos necessários para tornar a experiência mais tranquila e segura. Confira e veja que é fácil!

Aprenda como furar uma parede em 5 passos​

1. Providencie os materiais

Saiba que os materiais básicos para furar uma parede vão além da furadeira, brocase buchas. Para começar, você deve providenciar uma extensão elétrica para alcançar qualquer tomada durante o trabalho. Confira também se tem as chaves de fenda necessárias para os parafusos que serão usados.

O número do parafuso definirá o tamanho das buchas e, consequentemente, da broca que será utilizada. Use o momento da aquisição de materiais para obter também os equipamentos de segurança básicos, como luvas e óculos de proteção.

2. Conheça a composição da parede

Conhecer o tipo de parede que será furada é importante para definir a broca ideal para o trabalho. Existem modelos de brocas específicos para superfícies de madeira, para metais e também as brocas para concreto, pedras e cerâmicas.

Se a sua parede é composta de tijolos ou de bloco de concreto, por exemplo, você precisará de uma broca específica para esses materiais.

3. Avalie a parte interna das paredes

Saber o que existe atrás da sua parede é fundamental para evitar danos às instalações e elementos estruturais. Quando você decide furar qualquer área sem planejamento, corre o risco de atingir cabeamentos, tubulações de água e mangueiras da rede elétrica.

Para avaliar a parte interna em detalhes, tenha em mãos os projetos de instalações e a planta baixa do imóvel. Se tiver dificuldades para entender o material, pode pedir ajuda a um pedreiro, arquiteto ou engenheiro.

4. Defina a profundidade do furo

A profundidade do furo pode variar de acordo com a espessura da superfície trabalhada. Uma parede de alvenaria possui, em média, 15 cm (9 cm de tijolos e 6 cm de revestimento). Nesse exemplo, o ideal é fazer furos que tenham, no máximo, metade da espessura da parede (7,5 cm).

Para não errar, tente limitar a profundidade do furo para um valor que seja menor do que a metade da espessura da parede. A vantagem é que algumas furadeiras já possuem barra para ajuste de profundidade, o que facilita esse controle.

5. Marque os pontos e comece

Depois de avaliar todos os itens que mencionamos, é hora de começar: marque os pontos onde deseja fazer os furos com um lápis. Faça riscos bem fortes e afaste-se da parede para verificar se a posição dos pontos está adequada. Caso ainda não esteja satisfeito, você pode apagar as marcações com uma borracha e reposicionar os pontos.

Antes de furar, uma boa dica é colar uma fita crepe sobre os pontos para evitar que a broca escorregue para os lados. Outra opção é fazer um pequeno furo com um prego para garantir que a broca encaixe no local exato da marcação do furo.

Tenha muito cuidado na hora de manipular a furadeira! Faça uma leve pressão e certifique-se de mantê-la em posição perpendicular à parede. Para finalizar, insira as buchas nos buracos e coloque os parafusos com auxílio de uma chave de fenda.

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply